26 fevereiro 2018

Conselheiro da diretora-executiva da ONU Mulheres fala à ONU News sobre os países de língua portuguesa no relatório da agência sobre os avanços para o cumprimento da Agenda 2030 de desenvolvimento sustentável.

Pellaux citou as delegacias das mulheres no Brasil e a mutilação genital feminina na Guiné-Bissau. Ele elogiou o número recorde de mulheres parlamentares no Timor-Leste e disse que Angola e Moçambique devem melhorar os indicadores de gênero em relação à educação de meninas e meninos.

Segundo ele, o relatório só foi possível graças à cooperação de todos os países.

ONU Mulheres pediu que os governos implementem as políticas de apoio a mulheres que trabalham e especialmente àquelas que fazem atividades não remuneradas como cuidar de parentes em casa.

Acompanhe a conversa com Monica Grayley.