Em suas mãos: Mulheres tomando posse da paz

Exposição fotográfica “Em suas mãos: Mulheres tomando posse da paz” no Brooklyn Bridge Park, em Nova Iorque
ONU/Gaelle Sundelin
Exposição fotográfica “Em suas mãos: Mulheres tomando posse da paz” no Brooklyn Bridge Park, em Nova Iorque
Mouna Awata é a presidente da Cabana da Paz das Mulheres (Case de la Paix) em Gao, Mali, e faz mediação com grupos armados para resolver conflitos
Kani Sissoko
Em 1993, Victoria Sandino Simanca Herrera ingressou nas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia - Exército do Povo (FARC-EP). 20 anos depois, ela liderou a subcomissão de gênero em nome das FARC-EP nas negociações de paz em Havana, Cuba. Em 2017, Victoria participou do conselho político do partido Fuerza Alternativa Revolucionaria del Común (FARC) como uma das poucas mulheres eleitas
Samy Vasquez
Ola Alaghbary, cofundadora e presidente de uma fundação jovem no Iêmen, trabalha para capacitar as mulheres a fazer mudanças positivas em suas comunidades
Heba Naji
Como secretária executiva da Rede de Gênero e Direitos da Mulher, Fifi Baka promove a proteção e defesa dos direitos fundamentais de mulheres e meninas. Na capital, Kinshasa, ela também representa o Movimento Nada Sem Mulheres (Rien sans les Femmes / RSLF), que reúne mais de 300 organizações da sociedade civil e ativistas congoleses para lutar pela participação igual de mulheres e homens nos órgãos de decisão em toda a RD Congo
Ley Uwera
Randa Abu Salih é integrante do Conselho Municipal de Tyre no sul do Líbano e preside o Comitê de Assuntos Femininos e Infantis do Conselho. Lá, ela ajuda a treinar policiais locais sobre os direitos das mulheres e a prevenção do abuso infantil em uma das áreas mais pobres da cidade
Rawan Mazeh
Loda Coulibaly trabalha para promover os direitos das mulheres no Mali como integrante de várias organizações de mulheres, incluindo a Rede de Mulheres Jovens Líderes de Partidos Políticos e da Sociedade Civil e o grupo de Coordenação das Mulheres do G5 no Sahel. Loda defende a participação das mulheres no processo de paz no Mali e faz parte do projeto “Iniciativa Cidadã para a Consolidação da Paz e Liderança Política da Mulher”.
Kani Sissoko
Zekia Musa é uma jovem ativista e defensora da paz com deficiência visual de 29 anos que trabalha no Ministério de Educação Geral e Instrução do Sudão do Sul, representando pessoas com deficiência. Ela também orienta alunos com deficiência em escolas da capital Juba
Maura Ajak
Béatrice Epaye foi eleita várias vezes como membro do parlamento para representar Markonda, seu eleitorado e sua casa. Ela alavancou sua posição como presidente do fórum de mulheres parlamentares para reformar o código eleitoral do país, tornando-o mais favorável às mulheres, com uma cota de representação de 35%
Leila Thiam
Hawa Games Dahab Gabjenda tem vasta experiência como especialista em gênero, tendo trabalhado em iniciativas de empoderamento, desenvolvimento, humanitárias e de construção da paz das mulheres. Ela participou como observadora de gênero nas conversações de paz de Juba realizadas entre o Governo de Transição e o Movimento de Libertação do Povo do Sudão em 2021
Maimana El Hassan
Ola al-Aghbary é a fundadora da Fundação para o Desenvolvimento da Juventude Sheba, que se concentra no empoderamento de jovens e mulheres no Iêmen
Hana Haza'a