Cobertura da ONU News sobre a Covid-19
O surto foi notificado, primeiramente, em Wuhan, na China, em 31 de dezembro de 2019.

Esta seção traz informações e diretrizes sobre a Organização Mundial da Saúde e as Nações Unidas a respeito da nova cepa do coronavírus (2019-nCoV), registrada em Wuhan, em dezembro.  Acesse aqui para atualizações diárias. A OMS está atuando de perto com especialistas, governos e parceiros para levar conhecimento científico e informações ao maior número de pessoas. A agência também quer rastrear a disseminação e a virulência da Covid-19 para fornecer aconselhamento aos países e indivíduos sobre as medidas a tomar na proteção da saúde e na prevenção do vírus.

Américas tem 100 milhões de infectados com Covid, e casos sobem com Ômicron
BR

América do Norte notificou 36% a mais de contaminações na última semana; centro e sul do subcontinente têm tendência de queda; Ômicron já foi encontrada em 19 localidades; meta de 40% de vacinação em toda a região deve ocorrer até dia 31.

Vídeo: desigualdade em vacinas pelo mundo atrasa fim da pandemia
BR

“Ninguém está seguro até que todos estejam seguros”. Alerta da ONU pede mais empenho para acelerar o ritmo da vacinação assegurando pelo menos 70% da população vacinada até 2022. As 10 maiores economias mundiais detêm maior taxa de imunização. Já países de baixa renda, especialmente os africanos, têm em média 0,8% de vacinação. ONU acredita que é possível alcançar a meta da Organização Mundial da Saúde de levar a vacina a todos com 11 bilhões de doses e ampliar a cobertura de imunização prevenindo o surgimento de novas variantes.