Coronavírus

Cobertura da ONU News sobre a Covid-19
O surto foi notificado, primeiramente, em Wuhan, na China, em 31 de dezembro de 2019.

Esta seção traz informações e diretrizes sobre a Organização Mundial da Saúde e as Nações Unidas a respeito da nova cepa do coronavírus (2019-nCoV), registrada em Wuhan, em dezembro.  Acesse aqui para atualizações diárias. A OMS está atuando de perto com especialistas, governos e parceiros para levar conhecimento científico e informações ao maior número de pessoas. A agência também quer rastrear a disseminação e a virulência da Covid-19 para fornecer aconselhamento aos países e indivíduos sobre as medidas a tomar na proteção da saúde e na prevenção do vírus.

Monica Grayley
ONU News

Onda de calor na Sibéria, trabalho remoto na pandemia e ajuda a refugiados no combate à Covid-19

Neste Destaque ONU News, apresentado por Monica Grayley, onda de calor extremo na Sibéria soa alarme para ação contra mudança climática; e você sabia que quem trabalha a distância tem menos chance de ser demitido? No final: vamos a Roraima, no norte do Brasil, para saber como o Acnur está ajudando refugiados no combate à Covid-19.

Funcionário hospitalar em Brazzaville, na República Democrática do Congo, usando proteção contra o vírus
OMS

OMS diz que Covid-19 é a emergência de saúde global "mais grave" com a qual teve que lidar BR

Organização Mundial da Saúde deve convocar o Comitê de Emergência para reavaliar a situação; chefe da agência fez a declaração às vésperas do novo coronavírus completar seis meses como emergência de saúde pública internacional; na época, havia menos de 100 casos fora da China, onde a doença surgiu.  Hoje, já são mais de 16 milhões de casos e 646 mil mortes no mundo.
 

Áudio
2'3"
Funcionário hospitalar em Brazzaville, na República Democrática do Congo, usando proteção contra o vírus
OMS

OMS diz que Covid-19 é a emergência de saúde global "mais grave" com a qual teve que lidar BR

Organização Mundial da Saúde deve convocar o Comitê de Emergência para reavaliar a situação; chefe da agência fez a declaração às vésperas do novo coronavírus completar seis meses como emergência de saúde pública internacional; na época, havia menos de 100 casos fora da China, onde a doença surgiu.  Hoje, já são mais de 16 milhões de casos e 646 mil mortes no mundo.
 

Áudio
2'3"
Estima-se que em todo o mundo, 400 milhões de postos de trabalho podem ser perdidos com a pandemia.
OIT/Yacine Imadalou

Especialista diz que trabalho a distância tem menos risco de demissão durante pandemia BR

Em blog, publicado na página do Fundo Monetário Internacional, FMI, economista revela que rescisão de contrato de trabalho foi maior entre funcionários considerados essenciais também durante crise econômica de 2007-2009; mulheres e trabalhadores hispânicos são os mais atingidos pela recessão atual.

Áudio
1'58"