Cobertura da ONU News sobre a Covid-19
O surto foi notificado, primeiramente, em Wuhan, na China, em 31 de dezembro de 2019.

Esta seção traz informações e diretrizes sobre a Organização Mundial da Saúde e as Nações Unidas a respeito da nova cepa do coronavírus (2019-nCoV), registrada em Wuhan, em dezembro.  Acesse aqui para atualizações diárias. A OMS está atuando de perto com especialistas, governos e parceiros para levar conhecimento científico e informações ao maior número de pessoas. A agência também quer rastrear a disseminação e a virulência da Covid-19 para fornecer aconselhamento aos países e indivíduos sobre as medidas a tomar na proteção da saúde e na prevenção do vírus.

OIT: novo coronavírus pode causar perda de 25 milhões de postos de trabalho
BR

Este é o pior cenário projetado pela agência da ONU; na melhor das hipóteses, pelo menos 5,3 milhões de empregos desapareceriam por causa da pandemia; Organização Internacional do Trabalho diz que frente unida em todo o mundo pode aliviar perdas. 

OMS diz que Sudeste Asiático precisa de ações urgentes e agressivas para enfrentar covid-19 
BR

Vírus já está presente em oito dos 11 países da região; números aumentam rapidamente; agência da ONU diz que isolamento de pessoas com sintomas leves continua sendo a intervenção comunitária mais importante. 

Covid-19: OMS divulga guia com cuidados para saúde mental durante pandemia
BR

Organização Mundial da Saúde apresenta dicas para enfrentar consequências psicológicas e mentais do novo coronavírus; doença está gerando estresse na população afetada pelo risco de contaminação, incerteza, isolamento social e desemprego entre outros motivos; guia contempla profissionais de saúde, crianças e idosos, líderes de equipes e pessoas em quarentena.

OMS confirma que começaram testes de primeira vacina contra covid-19 
BR

Além da imunização, Organização Mundial da Saúde lança iniciativa internacional chamada “Solidariedade” para testar tratamentos em vários países e partilhar resultados; número de casos ultrapassou 200 mil; mais de 8 mil pessoas morreram desde dezembro, quando a nova cepa do cononavírus apareceu na China.

FAO alerta sobre crianças sem alimentos após fechamento de escolas na América Latina 
BR

Programas que oferecem merendas escolares beneficiam 85 milhões de crianças na região; agência da ONU afirma que estabelecimentos de ensino fechados representam um risco para os alunos, sobretudo os mais carentes, e que os alimentos das escolas devem ser doados a quem precisa.