Cobertura da 77ª sessão da Assembleia Geral da ONU
Cobertura Especial da ONU News

O palco está montado para o debate geral da 77ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas. À medida que o mundo começa a emergir do pior da pandemia, o debate será realizado em grande parte presencialmente, com líderes mundiais indo a Nova Iorque para fazer suas declarações no icônico salão da Assembleia.

Aqui, a ONU News tem um lugar para você na primeira fila para toda a ação. Do seu celular ou computador, acompanhe os chefes de Estado e de Governo enquanto eles definem as respostas aos principais desafios do mundo, e participe de discussões de alto nível sobre como transformar a educação, enfrentar a crise alimentar global, marcando o 30º aniversário da Declaração da ONU sobre os direitos das minorias e a guerra em curso na Ucrânia.

Confira nossas redes sociais:

YouTube: youtube.com/ONUNews

Twitter: twitter.com/ONUNews

Na ONU, Moçambique assegura contribuição no contraterrorismo global
BR

Primeiro-ministro diz que país tem implementado experiência pioneira com medidas para prevenir e combater o problema na região; reintegração de longo prazo e reconciliação mais efetiva serão prioridades no próximo ano; mais de 96% de moçambicanos com mais de 18 anos estão vacinados contra a Covid-19.

Ramos Horta: Até 2030, metade da população do Timor-Leste deve falar português

O presidente do Timor-Leste, José Ramos Horta, foi o primeiro a falar nesta sexta-feira no Debate Geral da 77ª sessão da Assembleia Geral da ONU. Após seu discurso, ele conversou com a ONU News sobre a situação no país, que celebra 20 anos de independência, os efeitos da mudança climática e sobre o avanço da língua portuguesa

Timor-Leste: democracia e desenvolvimento sustentável devem florescer juntos
BR

Presidente do país, José Ramos Horta, discursou em inglês aos participantes do debate anual na Assembleia Geral; chefe de Estado disse à ONU News que “comunidade internacional tem que assumir responsabilidades morais”; ele disse que é hora de Rússia, Ucrânia e Otan, “engolirem o orgulho” e acabarem com a guerra.

Portugal pede por mais representatividade no Conselho de Segurança
BR

Na Assembleia Geral, primeiro-ministro António Costa defende assento para Brasil, Índia e nações africanas; ele condenou guerra na Ucrânia e ameaças russas sobre uso de armas nucleares; Portugal quer acelerar transição energética até 2026.

Entrevista: António Costa, primeiro-ministro de Portugal, na 77ª Assembleia Geral
BR

Na sede das Nações Unidas, onde participa da Assembleia Geral da ONU, o primeiro-ministro de Portugal, António Costa conversou com Eleutério Guevane, da ONU News.

Guiné-Bissau diz que conseguiu reafirmação na África
BR

Presidente Umaro Sissoco Embaló ressalta desafios para atingir metas globais e estabilização na região e metas contra a malária 77ª sessão da Assembleia Geral; país pede apoio internacional para travar avanço do terrorismo na África Ocidental e no Sahel.

Cabo Verde pede “multilateralismo que apela a menos confrontação”
BR

Novo presidente do país, José Maria Neves, enfatizou cooperação global, recuperação econômica, emergência climática e apoio a nações em desenvolvimento em discurso na 77ª. Assembleia Geral das Nações Unidas; arquipélago anuncia que quer tomar liderança na preservação de patrimônio natural e cultural africano.

Na ONU, presidente do Brasil destaca atuação do país para construção da paz
BR

Jair Bolsonaro foi o primeiro a discursar, seguindo tradição do Debate Geral; chefe de Estado ressaltou atuação brasileira no Conselho de Segurança e missões de paz e disse apoiar cessar-fogo na Ucrânia.

Guterres abre Assembleia Geral pedindo coalizão para superar desafios globais
BR

Chefe da ONU citou Iniciativa de Grãos do Mar Negro, acordo que busca aliviar crise de alimentos causada pela guerra na Ucrânia, como “ação do multilateralismo”; secretário-geral das Nações Unidas cita divisões globais e pede ação para conter mudança climática; ODS devem receber mais incentivo.

Brasil abre debate da Assembleia Geral da ONU sobre soluções e desafios
BR

Presidente do país, Jair Bolsonaro, será primeiro chefe de Estado e governo a falar no evento, que este ano será presencial; único orador autorizado a falar por videolink, pré-gravado, é o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.