Guterres pede “vigilância ao ódio hoje” em evento sobre o Holocausto
BR

31 janeiro 2018

Secretário-geral defende memória ao genocídio e suas vítimas; discurso na Assembleia Geral destaca aumento da influência de grupos neonazis sobre movimentos e partidos políticos comuns.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

A Assembleia Geral realizou esta quarta-feira um evento que reuniu os Estados-membros, sobreviventes e convidados para marcar o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. A data foi assinalada no dia 27 de janeiro.

O secretário-general, António Guterres, declarou que o mundo tem em primeiro lugar o dever de lembrar o Holocausto e suas vítimas. Em segundo, deve-se estar vigilante à questão do ódio hoje.

Grupos neonazis

Guterres defendeu que às vezes, o ódio parece estar em marcha. Ele  disse acreditar firmemente que, com a união tanto além-fronteiras como de várias gerações pode ser construído um mundo de pluralismo e convivência pacífica.

Para o secretário-geral desse modo, pode-se mostrar finalmente que o mundo segue as lições ainda urgentes do Holocausto.

Partidos

Guterres declarou que cresce a influência de grupos neonazis sobre movimentos e partidos políticos normais. Como lógica para penetrar nesses meios, eles “procuram infiltrar seus slogans, símbolos e ideias em movimentos e festas mais comuns”.

O secretário-geral afirmou que, por vezes, os grupos nazis empregam táticas como o “toque do apito, usando palavras e frases que podem parecer benignas para o ouvinte mediano mas são codificadas”.

Respeito

Após mencionar o sucesso e a “simbiose” nessas ações, Guterres mencionou alguns partidos que em busca de votos, se contentam em aparentar respeito a  essas “ideias vis”. O apelo ao mundo é que se una contra a normalização do ódio.

Guterres disse que devem ser rejeitados os que não conseguem entender essa situação, à medida que as sociedades se tornam multiétnicas, multirreligiosas e multiculturais.

Para o chefe da ONU, a diversidade deve ser vista como fonte de riqueza e não como ameaça.

Notícias relacionadas:

Vídeo: Sobreviventes do Holocausto

ONU destaca importância de educação ao lembrar vítimas do Holocausto

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud