Líbia: ONU condena ataque que matou pelo menos 12 civis em Derna
BR

31 outubro 2017

Unsmil pede acesso humanitário livre e imediato à cidade oriental; apelo é que sejam levantadas restrições à movimentação na área afetada por confrontos.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

A Missão das Nações Unidas na Líbia, Unsmil, condenou os ataques aéreos que alvejaram civis num bairro residencial da cidade de Derna, ao leste da capital Trípoli. O atentado ocorreu na noite de segunda-feira.

Segundo uma nota da operação de paz, pelo menos 12 crianças e mulheres morreram. Sete pessoas ficaram feridas incluindo quatro menores de idade.

Recuperação

A Missão expressou profundas condolências às famílias das vítimas e desejou uma pronta recuperação aos feridos. De acordo com agências de notícias, ainda “não está claro quais seriam os grupos por detrás do ataque”.

O pedido da Unsmil é que haja “acesso humanitário imediato e sem obstáculos” à área do leste e que sejam “levantadas as restrições à movimentação, especialmente para os que precisam de tratamento médico”.

Obrigações

A Unsmil reitera que “ataques diretos ou indiscriminados a civis são proibidos pelo direito internacional humanitário” e lembra a todas as partes das suas obrigações de proteção de civis.

Na Líbia continuam a ocorrem confrontos desde a revolta que tirou do poder o ex-líder Muammar Kadafi em 2011. Desde então, o país do norte de África é marcado por divergências entre autoridades rivais.

Notícias relacionadas:

Líbia: “contrabandistas abusam de refugiados e migrantes”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud