ONU chama “ato ultrajante” lançamento de míssil pela Coreia do Norte
BR

30 agosto 2017

Após sessão de emergência, Conselho de Segurança condenou lançamento de projétil que sobrevoou o Japão; órgão declarou que tipo de ações representa uma ameaça para todos os Estados-membros da ONU.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas considerou “um ato ultrajante” o lançamento um míssil balístico pela Coreia do Norte que sobrevoou o Japão na segunda-feira.

Numa declaração presidencial emitida após uma sessão de emergência, os 15 Estados-membros mencionam ainda o lançamento de outros mísseis balísticos em 25 de agosto passado.

Programas nucleares

A nota exige às autoridades de Pyongyang que não lancem mais projéteis e abandonem todas as armas e programas nucleares.

Para os países-membros do Conselho é de “vital importância” que a Coreia do Norte tome medidas concretas e imediatas para reduzir as tensões. A declaração exorta todos os Estados a implementar as sanções da ONU sobre Pyongyang.

De acordo com o Conselho de Segurança, os atos da Coreia do Norte “não são apenas uma ameaça para a região, mas para todos os Estados-membros das Nações Unidas”.

No pronunciamento, o Conselho reitera o seu compromisso em prol de uma “solução pacífica, diplomática e política para a situação”, e saúda os esforços de vários Estados para facilitar uma solução através do diálogo.

Notícias relacionadas:

Coreia do Norte: secretário-geral condena novo lançamento de míssil balístico

Conselho de Segurança aprova novas sanções contra Coreia do Norte

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud