Guterres: “é hora dos líderes sul-sudaneses acabarem com a guerra”
BR

22 junho 2017

Secretário-geral da ONU está em Uganda, país que recebeu quase 1 milhão de refugiados que fugiram da violência no Sudão do Sul; ele agradeceu os esforços feitos pelo governo de Uganda e também de organizações regionais.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, está participando da Conferência de Uganda de Solidariedade com os Refugiados, que está sendo realizada em Campala, a capital do país.

Depois de visitar o acampamento para refugiados de Imvepi, no nordeste de Uganda, Guterres falou sobre o conflito no Sudão do Sul.

“Chegou a hora”

O chefe da ONU disse que “chegou a hora da guerra acabar. Chegou a hora de todos os líderes do Sudão do Sul entenderem que eles precisam acabar com a guerra. As pessoas estão sofrendo profundamente com essa guerra sem fim”.

Ele agradeceu a generosidade da população e do governo ugandense por receber mais de um milhão de refugiados de vários países da região, sendo que a maioria absoluta é do Sudão do Sul.

Guterres disse que “quando existem agora 4 milhões de pessoas deslocadas no Sudão do Sul, 2 milhões dentro e outros quase 2 milhões fora, todos em Uganda, é essencial que essa solidariedade, essa generosidade do povo e do governo sejam repetidas pela comunidade internacional”.

Futuro

O secretário-geral disse que a comunidade internacional terá a oportunidade de seguir o exemplo dado por Uganda durante a Conferência de Solidariedade e responder ao apelo humanitário de US$ 8 bilhões para as pessoas que tiveram de fugir de suas casas por causa da violência.

Ele agradeceu também os esforços feitos pelas organizações regionais para alcançar a paz no Sudão do Sul.

Guterres citou o trabalho da União Africana e da Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento, Igad, para criar as condições para o restabelecimento da paz.

Segundo o chefe da ONU, “a paz no Sudão do Sul é fundamental para que a população tenha condições de ter um futuro”.

Notícias relacionadas:

No Uganda, Guterres abre cimeira de solidariedade com refugiados

Apelo humanitário da ONU para 2017 sobe para US$ 23,5 bi

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud