Relatório da FAO considera urbanização catalisador de áreas rurais

28 março 2017

Agência da ONU mostra “revolução silenciosa” para melhorar cadeia de valores e papéis vibrantes para pequenas cidades.

Edgard Júnior, da ONU News em Nova Iorque.*

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, afirmou que a urbanização pode ser um catalisador do desenvolvimento rural.

Novo relatório preparado pela agência da ONU e pelo Instituto Internacional de Pesquisa sobre Política de Alimentos mostrou que atender a demanda da crescente população urbana pode aumentar a renda das pessoas que vivem nas zonas rurais.

Agricultura familiar

O chefe da FAO, José Graziano da Silva, afirmou que a maioria dessas pessoas tira sua subsistência de pequenas iniciativas de agricultura familiar.

Segundo Graziano da Silva, “isto pode gerar empregos e perspectivas de desenvolvimento para as pessoas que irão permanecer no interior dos países em desenvolvimento”.

O relatório afirma que o crescimento da população urbana vai ser especialmente visível em África, onde a maioria da população crescente do continente vai viver nas cidades em 2030.

Globalmente, mais 2,5 bilhões de pessoas vão estar a viver em áreas urbanas daqui a 13 anos do que hoje. África e Ásia vão ser responsáveis por 90% desse crescimento.

Revolução silenciosa

O chefe da FAO disse que uma forma de encorajar desenvolvimento de benefício mútuo para áreas rurais e urbanas é desenvolver cadeias de valor e criar sistemas de alimentação mais eficientes e inclusivas.

Ele cita melhores estradas, redes de eletricidade confiáveis e extensivas, transportes refrigerados e melhores instalações de armazenagem.

Graziano da Silva declarou que essas transformações vão permitir que os agricultores cultivem colheitas de mais valor e poder nutritivo.

Farinha

Os especialistas analisaram as cadeias de valores rural-urbana que estão a transportar principais culturas, como batata, arroz e o chamado milho painço, um tipo de cereal utilizado, na Etiópia, para produzir farinha.

Segundo o relatório, esses alimentos estão a ser levados para cidade em Bangladesh, China, Índia e Etiópia no que foi chamado de “revolução silenciosa”.

Os agricultores estão a usar novos métodos e, em muitos casos, a utilizar variedades de alimentos de alta qualidade para atender às demandas dos consumidores urbanos.

*Apresentação: Denise Costa.

Notícias relacionadas:

Agências querem comida e apoio agrícola para salvar vidas no Iémen

Fida assina acordo para investir em desenvolvimento rural

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud