Rodada de Doha: muitas questões “continuam sobre a mesa”
BR

26 outubro 2016

Afirmação é do diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, OMC; Roberto Azevêdo destaca que vários temas avançaram nos últimos anos, como a maior reforma do comércio agrícola das últimas duas décadas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Apesar de avanços pontuais nos últimos anos, o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, OMC, afirma que a Rodada de Doha como um todo não está sendo abordada de uma forma integral.

A entidade tenta há 15 anos concluir as negociações para liberalizar o comércio internacional. Roberto Azevêdo concedeu entrevista à Rádio ONU em Genebra, antes de partir para viagens oficiais para a África.

Comércio Eletrônico

“Os membros estão discutindo em como avançar com os temas mais importantes. Acho que há um consenso dentro da organização de que os temas que estão dentro da Rodada são muito importantes, nós precisamos avançar com todos eles. Mas não temos ainda um acordo de como fazer isso, acho que esta é a grande discussão que existe hoje. E enquanto estamos discutindo a Rodada, vamos falando de outras coisas também: como ajudar pequenas e médias empresas, tem muita gente falando sobre comércio eletrônico. Tem muita coisa que está sobre a mesa.”

Roberto Azevêdo tem a expectativa de que resultados favoráveis sejam alcançados na próxima conferência ministerial da OMC, que ocorrerá em Buenos Aires, na Argentina, em dezembro de 2017.

Agricultura

Durante a entrevista, o diretor-geral da OMC mencionou vários avanços importantes, como o Acordo de Bali, fechado em 2013. Segundo ele, quando for implementado, os custos do comércio serão reduzidos em 15%, podendo aumentar as exportações globais em até US$ 1 trilhão por ano, sendo a maior parte nos países em desenvolvimento.

Outra medida histórica mencionada por Azevêdo foi alcançada pelos países-membros da OMC no ano passado: a proibição do uso de subsídios à exportação em agricultura, que foi a “maior reforma do comércio agrícola dos últimos 20 anos”.

Roberto Azevêdo chega ao Mali na quinta-feira, onde participará de uma reunião ministerial sobre algodão e de lá segue para o Benin, para encontros com representantes do governo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud