Passar para o conteúdo principal

OMS aumenta ajuda humanitária na Síria

OMS aumenta ajuda humanitária na Síria

Baixar

Agência da ONU diz que mais de 11 milhões de sírios estão a necessitar de assistência; autoridades estão a afirmar que hospitais e clínicas de saúde não têm condições de fornecer serviço adequado.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Organização Mundial da Saúde, OMS, afirmou que aumentou a resposta humanitária na Síria, onde 11 milhões necessitam de assistência médica e mais de 4,8 milhões estão a buscar refúgio em países vizinhos.

A agência da ONU informou que muitos hospitais e clínicas não têm condições de fornecer serviços de saúde adequados devido à guerra no país que já dura cinco anos.

Hostilidades

A OMS diz que a suspensão das hostilidades melhorou um pouco o acesso, o que permitiu que comboios da agência e de parceiros conseguissem chegar a 10 das 18 áreas sitiadas.

Remédios, vacinas e suprimentos médicos estão a ser entregues nas cidades de Madaya, Zabadani, Kefraya e em alguns locais de difícil acesso em Alepo.

A agência referiu que suprimentos de remédios e equipamentos cirúrgicos estão a ser retirados dos comboios, como ocorreu em Ghouta. A OMS está a reportar nove casos de retirada de medicamentos nas cargas enviadas para Homs, Alepo e a área rural de Damasco.

O material seria suficiente para atender às necessidades de 140 mil pessoas.

Doenças Crónicas

A representante da OMS na Síria, Elizabeth Hoff, pediu a todas as partes envolvidas no conflito que permitam a entrega de material cirúrgico e medicamentos para as áreas sitiadas.

Ela disse que “sem acesso contínuo a remédios básicos, pessoas com doenças crónicas correm sério risco”.

Desde 2012, o número de tratamentos médicos fornecidos pela OMS passou de 1 milhão para 17,2 milhões atualmente. Em 2015, 30% dos carregamentos de ajuda da agência foram para regiões cercadas, de difícil acesso ou controladas por grupos de oposição.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia Mais:

Uma em cada três crianças sírias nasceu no período da guerra

ONU pede "paz verdadeira" na Síria

Mesmo com ataques aéreos, ONU segue com entrega de mantimentos na Síria

Photo Credit
Destruição em Homs, na Síria. Foto: Unicef/Nasar Ali