Negociações de Paz no Iêmen serão retomadas em janeiro
BR

20 dezembro 2015

O enviado especial da ONU para o país afirmou que as partes envolvidas no conflito estavam reunidas deste terça-feira na Suíça; Ismail Ould Cheikh Ahmed disse que violações da promessa de cessar as hostilidades afetaram avanço das conversas.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O enviado especial da ONU para o Iêmen, Ismail Ould Cheikh Ahmed, anunciou este domingo que as negociações de paz entre as partes em conflito no país serão retomadas em 14 de janeiro.

Os representantes dos dois lados nos combates no Iêmen estavam reunidos desde terça-feira na Suíça tentando buscar um acordo para acabar com a guerra e colocar o país no caminho de uma transição política pacífica.

Benefícios

Eles também buscavam identificar e implementar uma série de medidas para criar confiança e gerar benefícios imedidatos para a população iemenita.

Ould Cheikh Ahmed agradeceu a todos os que participaram do encontro de seis dias e também pelo esforço feito por todas as partes para o fim das hostilidades.

O enviado da ONU disse que "infelizmente, ocorreram várias violações da promessa para acabar com a violência, que afetaram o progresso das negociações".

Avanços

Apesar disso, ele declarou que as partes envolvidas no processo atingiram sérios avanços na direção de um acordo compreensivo, incluindo a liberação de prisioneiros, a melhora dos serviços sociais e o fluxo de ajuda humanitária para o país.

Ould Cheikh Ahmed afirmou que os trabalhos vão continuar com todos os lados envolvidos no conflito para que eles posam chegar a um cessar-fogo duradouro e respeitar o processo de paz.

Leia Mais:

ONU anuncia fim das hostilidades e início das negociações de paz no Iêmen

Governo do Iémen e rebeldes concordam na retoma da ajuda humanitária a Taiz

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud