OMS: Declaração de Brasília aponta formas de reduzir acidentes de trânsito
BR

20 novembro 2015

Segunda Conferência Global de Alto Nível sobre Segurança nas Estradas foi realizada nest semana na capital brasileira; no evento, chefe da agência afirmou que “o preço pago por rodovias inseguras é muito alto, tanto em termos econômicos, quanto em sofrimento humano”.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Representantes de vários governos assinaram a Declaração de Brasília sobre Segurança nas Estradas nesta quinta-feira, último dia da 2ª Conferência Global de Alto Nível sobre o tema.

O documento aponta maneiras de reduzir à metade as mortes por acidentes de trânsito nesta década. O indicador é um marco dentro dos novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Bicicletas e Transporte Público

A declaração pede que sejam repensadas as políticas de transporte para favorecer modos mais sustentáveis de transporte como caminhada, ciclismo e transporte público.

O documento também destaca estratégias para garantir a segurança de todas as pessoas que usam as estradas. Entre elas aprimorar leis e fiscalização sobre excesso de velocidade, direção sob efeito de álcool e uso de cintos de segurança, capacetes para motociclistas e cadeirinhas para crianças.

Medidas de Segurança

Outras medidas seriam tornar as estradas mais seguras através de modificações em infraestrutura, como calçadas e faixas separando ciclistas e motociclistas dos veículos e melhorar os sistemas de emergência para vítimas de acidentes de trânsito.

Preço Alto

A diretora-geral da agência da OMS, Margaret Chan, participou da abertura do encontro, ao lado da presidente Dilma Rousseff.

No evento, a chefe da agência da ONU afirmou que “o preço pago por rodovias inseguras é muito alto, tanto em termos econômicos, quanto em sofrimento humano”.

Leia Mais:

Acidentes de trânsito são "epidemia para o setor de saúde pública"

Banco Mundial defende maior financiamento para segurança no trânsito | Rádio das Nações Unidas

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud