Daniela Mercury usa testemunho pessoal para combater preconceito
BR

20 novembro 2015

Cantora emprestou para a ONU imagens inéditas de seu casamento com Malu Verçosa Mercury para um vídeo da campanha Livres & Iguais; a Campeã da ONU pela Igualdade espera que sociedade mude visão sobre famílias homoafetivas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

Foi divulgado nesta sexta-feira o novo vídeo da campanha “Livres & Iguais” das Nações Unidas, sobre direitos das pessoas LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros e Intersexuais).

Ao som da música “Maria Casaria”, é possível ver imagens inéditas do casamento da cantora Daniela Mercury com a jornalista Malu Verçosa Mercury. A canção foi escrita por Daniela, em homenagem à esposa.

Contribuição

Casadas há dois anos, as Campeãs das Nações Unidas pela Igualdade estiveram na sede da organização, em Nova York, para lançar o vídeo e conceder entrevista à Rádio ONU.

Daniela Mercury explicou que a contribuição do casal é “verdadeira e sincera” e que juntas, ela e Malu decidiram usar a vida pessoal para combater a discriminação e o preconceito contra os LGBTI.

Exemplo

“Falar da gente mesmo, acho que essa é a grande diferença. Usar o nosso testemunho pessoal, falar do cotidiano de nossas vidas, eu acho que esse é o elemento transformador. E usar o nosso amor como exemplo de que a sociedade precisa mudar rapidamente o seu olhar sobre as famílias homoafetivas e acolher toda a diversidade da sociedade.”

Como defensora da igualdade dos direitos LGBTI e rosto da campanha “Livres & Iguais” da ONU, a cantora trabalha para que todos aprendam com as crianças a importância da aceitação.

Gerações Futuras

“Porque a sociedade aprendeu errado. Até muito pouco tempo se falava que a homossexualidade era uma doença e na verdade a doença era social. Então a gente agora tem que esclarescer muitas coisas que ficaram confusas e que geraram invisibilidade social das pessoas LGBT. Hoje em dia está se esclarescendo tudo, está se vendo o que já tinha que ter sido visto há muito tempo. Criança não discrimina, então a gente tinha que aprender com as crianças porque elas não separam ninguém por nenhum tipo de diferença, pelo contrário.”

Na ONU, Daniela Mercury e Malu Verçosa Mercury tiveram um encontro com o secretário-geral Ban Ki-moon. Elas também participaram de um evento de alto nível sobre desafios para as pessoas LGBTI na América Latina e o que é preciso ser feito para acabar com a violência homofóbica e a discriminação na região.

No encontro, o embaixador do Brasil junto às Nações Unidas, Antonio Patriota, afirmou que o país tem um compromisso firme com os direitos humanos para todos, independente da orientação sexual.

Leia Mais:

Daniela Mercury participa de evento nas Nações Unidas sobre direitos LGBTI

Agências da ONU emitem declaração sem precedentes sobre direitos LGBTI

Ban elogia decisão da Suprema Corte americana sobre homossexuais

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud