Minusca: segurança em Bangui melhora, mas continua tensa

5 outubro 2015

Informação foi dada a jornalistas esta segunda-feira pelo porta-voz do secretário-geral das Nações Unidas; movimento da capital é marcado pela abertura de lojas e tráfego nas ruas.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Missão da ONU na República Centro-Africana, Minusca, anunciou que a situação de segurança na capital Bangui está a melhorar, mas continua tensa.

A informação foi dada a jornalistas, em Nova Iorque, pelo porta-voz do secretário-geral das Nações Unidas.

Lojas

Stephane Dujarric afirmou que “no fim de semana lojas começaram a abrir e foi observado tráfego regular nas ruas”.

O representante disse que tanto as forças da Missão como tropas da operação francesa Sangaris patrulham ativamente a cidade.

Força-Tarefa

A Missão também relatou que a Força-Tarefa conjunta libertou todas as estradas e barricadas na capital, incluindo a última no bairro de PK12.

Soldados de paz da Minusca, em cooperação com a operação Sangaris, também   colocam em prática medidas para evitar o movimento de elementos ex-Séléka em Kaga Bandoro e Dekoa em direção ao sul.

Ainda segundo Dujarric, após o pedido do governo, a Missão está usando seu mandato de Medidas Temporárias Urgentes para manter a ordem na prisão Camp de Roux, na capital.

Troca de Tiros

Na noite de sexta-feira, a missão relatou que elementos armados atiraram em soldados de paz que guarneciam a sua sede em Bangui.

Os capacetes azuis responderam aos tiros, forçando à fuga os indivíduos. Não há relatos de vítimas.

Leia Mais:

ONU deplora ataques contra instalações humanitárias em Bangui

Ban preocupado com escalada da violência na República Centro-Africana

República Centro-Africana: relatora alerta para possível retorno à guerra civil

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud