Unido apoia tecnologia para o processamento de soja no Sudão

1 junho 2015

Projeto da Unido introduz no Sudão alimentos à base de soja e equipamentos para processar o grão; segundo representante da agência no país, plantio de soja pode render a agricultores receita 50% maior.

Michelle Alves de Lima, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização da ONU para o Desenvolvimento Industrial, Unido, entregou a um centro de pesquisa industrial do Sudão equipamento para o processamento de soja.

A agência também distribuiu produtos à base do grão a pessoas que vivem em áreas atingidas pelas cheias.

Equipamentos

A acção faz parte de um projecto da Unido com o Ministério da Indústria do Sudão, e é financiada pelo governo do Japão. O programa ajuda a introduzir alimentos à base de soja, além de equipamentos para processar o grão.

O objetivo é ajudar o país a atender necessidades nutricionais de residentes em áreas atingidas pelas cheias e também de orfãos e outras crianças.

De acordo com a gestora do projeto da Unido, Yvonne Lokko, “a soja é uma excelente fonte de proteínas, lipídios e outros nutrientes que podem ser fundamentais para melhorar a saúde da população local”.

Recursos

Como contou, a introdução de produtos feitos com a soja “adiciona valor nutricional e garante recursos alimentares”.

Atualmente, a soja cultivada por agricultores no estado de Gezira é processada numa instalação-piloto no Centro de Pesquisa Industrial e Consultoria, ao norte de Cartum.

Para o representante da Unido no Sudão, Khaled El Mekwad, o plantio de soja em vez de sorgo pode render aos agricultores uma receita 50% maior.

El Mekwad disse que popularizar os alimentos à base de soja e as tecnologias de processamento do grão vai ajudar a melhorar a saúde dos sudaneses e criar mais oportunidades de negócios e empregos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud