Conselho de Segurança afirma que Isil tem que ser derrotado
BR

1 março 2015

Países-membros condenaram "os contínuos atos terroristas bárbaros" realizados pelo grupo; órgão deixou que claro que os ataques do Estado Islâmico não intimidam mas sim reforçam a determinação de acabar com os extremistas.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança divulgou comunicado na noite de sexta-feira afirmando que o grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil, tem que ser derrotado.

Os países-membros conderam os "contínuos atos terroristas bárbaros" cometidos pelos terroristas e reafirmaram a posição de vencer o grupo extremista.

Esforço Comum

Na nota, o órgão deixou claro que a "intolerância, a violência e o ódio que o Isil espalha devem ser erradicados".

Além disso, os integrantes do conselho declararam que os ataques realizados pelo Isil não os intimidam, mas sim fortalecem a determinação para acabar com o grupo.

Os Estados-membros disseram que "tem que haver um esforço comum entre governo e instituições, inclusive da região mais afetada, para combater o Isil".

O Conselho de Segurança afirmou que "nenhum ato de violência ou de terrorismo pode reverter o caminho em direção à paz, à democracia e à reconstrução do Iraque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud