Ban Ki-moon quer investigação para apurar tentativa de golpe na Gâmbia
BR

31 dezembro 2014

Chefe da ONU disse que está acompanhando de perto a situação; Conselho de segurança está debatendo o assunto em reunião de emergência.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, condenou a tentativa da tomada de poder através de meios inconstitucionais na Gâmbia.

Em mensagem divulgada pelo porta-voz da ONU, Ban afirmou que está acompanhando de perto a situação no país africano.

Moderação

Se referindo a relatos de que a situação está calma em Banjul, a capital, ele pediu moderação a todas as partes e que evitem mais violência.

Citando a seriedade da tentativa de derrubar um governo à força, Ban pediu a abertura de uma investigação transparente sobre os acontecimentos ocorridos nesta terça-feira.

Segundo ele, o processo deve respeitar o Estado de direito. O chefe da ONU apelou ao governo da Gâmbia e suas forças de segurança que respeitem os direitos humanos.

O porta-voz afirmou que as Nações Unidas vão continuar monitorando a situação no país.

Agências de notícias informaram que após sons de artilharia pesada próximo ao palácio presidencial, as autoridades declararam que conseguiram frustrar uma tentativa de golpe.

O presidente Yayha Jammeh, no poder há 20 anos, retornou ao país logo depois do ataque e acusou um antigo oficial militar de ser o responsável pela ação que culminou com a morte de quatro pessoas.

O Conselho de Segurança está realizando reunião de emergência para debater o assunto.

*Apresentação: Edgard Júnior

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud