ONU aprova nova investigação sobre morte de ex-secretário-geral
BR

30 dezembro 2014

Assembleia Geral pediu a Ban Ki-moon que indique painel independente para apurar morte de Dag Hammarskjöld durante queda de avião na África, em 1961, quando viajava para visitar uma missão de paz no continente.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Assembleia Geral da ONU aprovou, nesta segunda-feira, pedido para que o secretário-geral Ban Ki-moon indique um painel independente para investigar as circunstâncias da morte do ex-chefe da ONU Dag Hammarskjöld.

O ex-secretário-geral morreu em setembro de 1961 quando o avião em que viajava caiu na Zâmbia. Hammarskjöld estava seguindo em uma missão de paz para a República Democrática do Congo, que tinha acabado de se tornar independente.

Novas Informações

Numa resolução aprovada na noite desta segunda-feira, os países-membros decidiram que os especialistas do painel, que ainda será formado, devem examinar novas informações sobre a morte de Dag Hammarskjöld.

Eles pediram também a todas as 193 nações que integram a Assembleia Geral que divulguem qualquer informação relevante que possuam sobre o caso.

Ban Ki-moon deve entregar um relatório final sobre as conclusões do painel na próxima sessão, que começa em setembro de 2015.

A decisão foi tomada depois de uma Comissão de Juristas independentes concluir, em setembro de 2013, que existem novas provas significativas que podem elucidar as circunstâncias da morte de Hammarskjöld.

Nascido na Suécia, Hammarskjöld assumiu o cargo de secretário-geral em 1953.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud