Novo guia vai regular coordenação civil e militar na assistência à Somália

24 novembro 2014

Orientações visam tropas de paz e agências humanitárias; Estima-se que mais de 1 milhão de somalis precisem de assistência alimentar urgente; meta é promover maior eficácia nas ações de auxílio aos necessitados.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Somália lançou um guia sobre a coordenação entre as áreas civil e militar com vista a criar um ambiente propício para a chegada da assistência humanitária às populações.

A publicação foi lançada esta segunda-feira, em Mogadíscio, pelo Escritório da ONU para Assistência Humanitária. O guia aborda o trabalho realizado pela Missão da União Africana no país, Amisom, e pelas agências humanitárias.

Assistência Urgente

As Nações Unidas apontam para a existência de mais de 1 milhão de pessoas carentes de assistência urgente no país do Corno de África. Só no último semestre, o aumento de necessitados foi de um quinto.

No lançamento, o chefe do Ocha, Philippe Lazzarini disse que a Amisom está mandatada pelo Conselho de Segurança da ONU para garantir um ambiente seguro que facilite a entrega atempada de auxílio.

Mas destacou o apoio necessário às agências humanitárias, para que o impacto da ajuda sobre o povo somali seja duradoiro, especialmente em mulheres e crianças.

Mandatos

Sobre a importância da série de orientações, Lazzarini apontou para a garantia de relações melhor estruturadas. Além disso, prevê que seja prestada ajuda mais eficaz e que seja impulsionada a compreensão mútua e a aplicação dos respetivos mandatos.

As Nações Unidas já tinham alertado que os somalis enfrentam carências alimentares numa altura em que a crise de fome de 2011 continua na sua memória. Mais de 250 mil pessoas morreram devido ao problema.

O cenário deste ano foi provocado por chuvas fracas, áreas do sul assoladas por cheias e a crítica situação de insegurança alimentar.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud