União Interparlamentar alarmada com violência a congressistas na Somália

22 abril 2014

Dois membros do Parlamento foram mortos em menos de 24 horas na capital Mogoadíscio; entidade pediu às autoridades que aumentem proteção dos políticos somalis.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A União Interparlamentar afirmou que está profundamente alarmada com os assassinatos brutais de dois congressistas somalis em menos de 24 horas no país africano.

A entidade referiu que as proporções crescentes do ciclo de violência são um motivo de preocupação e podem pôr em risco o processo de paz. A Somália está a atravessar ainda uma fase de reconciliação nacional após ter sido alvo de décadas de guerra civil.

Bomba

A União Interparlamentar pediu que as autoridades somalis protejam os políticos.

O congressista Abdiasis Mursal foi morto a tiros esta terça-feira em frente à casa dele na capital Mogasdíscio. O crime ocorreu um dia após um outro parlamentar, Isaak Mohamed Rinoco, ter sido assassinado num ataque bombista.

O explosivo havia sido escondido dentro do carro. Um terceiro deputado ficou gravemente ferido no atentado. A entidade disse condenar fortemente ataques covardes e repreensíveis contra a democracia.

A União Interparlamentar pediu às autoridades da Somália que levem os responsáveis pelo assassinato dos dois congressistas à Justiça.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud