Florestas oferecem remédios a até 80% da população global

21 março 2014

No Dia Mundial chefe da ONU pede reconhecimento do seu papel vital; de acordo com a organização, matas ocupam um terço da superfície do planeta.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.*   

A Organização Mundial da Saúde, OMS, estima que 65% a 80% da população mundial dependem de remédios extraídos das florestas como fonte primária de cuidados de saúde.

O facto é mencionado pelo Secretário-Geral da ONU, na sua mensagem para assinalar o Dia Internacional das Florestas, neste 21 de março.

Planeta

O papel das florestas como pulmões do planeta foi sublinhado por Ban Ki-moon, ao lembrar que estas cobrem um terço da superfície do planeta e abrigam 80% da biodiversidade terrestre.

Cerca de 1,6 mil milhões de pessoas depende das florestas para obter alimentos, combustível, abrigo e renda, refere a mensagem.

Ban afirmou que as florestas não servem apenas para fornecer uma base de segurança económica aos mais pobres e que sustentam economias a todos os níveis.

Toros de Madeira

O Secretário-Geral destaca a proporção dos rendimentos da produção de toros de madeira, compensados e as indústrias de pasta e papel ao representarem cerca de 1% do Produto Interno Bruto global.

Além dos medicamentos, a mensagem enumera benefícios não monetários das florestas como água, energia, abrigo.

O Dia Internacional das Florestas é dedicado à consciencialização sobre a importância de todos os tipos de florestas e árvores para o bem-estar económico, cultural, social e ambiental de todos.

Para Ban, tal repensar deve ser acompanhado de ação concreta. No âmbito do debate da agenda de desenvolvimento pós-2015, o chefe da ONU considera necessário o papel vital das florestas.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud