Angola tem um dos piores quadros de incidência de sarampo

6 fevereiro 2014

Em 2012, o país registou mais de 4,4 mil casos da doença; África está entre as regiões que podem não atingir as metas contra a doença; a nível mundial, mortes devido ao sarampo baixaram 78%.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Angola é o único país de língua portuguesa onde o índice de sarampo foi um dos mais altos. Em 2012, o país registou mais de 4,4 mil casos da doença.

A informação foi dada pela Organização Mundial da Saúde, OMS, ao divulgar, esta quinta-feira, os novos dados sobre casos mundiais.

Queda Histórica

Em 12 anos, o total de mortes devido ao sarampo atingiu uma queda histórica de 78%.

Falando à Rádio ONU, de Luanda, o representante da OMS em Angola, Hernâni Agudelo disse o país prepara uma campanha de vacinação contra o sarampo para agosto. Mas contou que apesar dos esforços, o problema tem sido a chegada das pessoas às unidades de saúde do  país, com uma cobertura de cerca de 90% de vacinação de rotina.

"É importante que se tenha uma cobertura de 100%. O problema é que o acesso às vacinas não é sempre o ideal", contou.

No período em análise, o total mundial foi de 122 mil óbitos. Para a OMS, a vacinação preveniu 13,8 milhões de mortes no período.

África

A OMS destaca que muita gente continua desprotegida e o sarampo ainda é uma ameaça de saúde global. África, Leste do Mediterrâneo e Europa são regiões que provavelmente não devem atingir as metas contra a doença.

Em 2012, a República Democrática do Congo foi o país que teve o maior surto da doença, com mais de 72 mil casos.

Campanhas

O número de casos de sarampo também diminuiu 77%, com mais de 226 mil pessoas com a doença em 2012. A agência da ONU afirma que os bons resultados devem-se a campanhas eficientes de imunização.

Em 145 países introduziram uma segunda dose da vacina, para garantir a imunidade e prevenir surtos. Desde 2000, foram vacinadas mais de 1 mil milhão de crianças.

Na Europa, Espanha, Grã-Bretanha, Ucrânia e Rússia estão entre as nações que tiveram surto de sarampo há dois anos. Índia e Indonésia são os países com mais casos na Ásia. Só na Índia, mais de 18,6 mil foram infetadas.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud