Ban pede mais apoio da comunidade internacional para Filipinas
BR

22 dezembro 2013

Secretário-Geral afirmou que o mundo não pode permitir que tragédia se transforme numa outra crise esquecida; ele encerrou visita de três dias ao país este domingo.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu este domingo que a comunidade internacional dê mais apoio ao plano de recuperação em andamento nas Filipinas, por causa da destruição causada pelo tufão Haiyan.

Falando a jornalistas em Manila, Ban afirmou que o mundo não pode permitir que a tragédia se transforme em outra crise esquecida. Ele fez a declaração ao fim da visita de três dias ao país.

Solidariedade

Ao lado do secretário para Assuntos Estrangeiros das Filipinas, Albert Del Rosário, o chefe da ONU disse que a razão de sua viagem foi mostrar solidariedade ao povo e ao governo.

Ban quer que os países aumentem o apoio para reconstruir comunidades inteiras como também grandes áreas totalmente destruídas pela tempestade que atingiu o país em novembro.

O Secretário-Geral declarou que o plano de ação do governo filipino tem como objetivo restaurar as condições sociais e econômicas das regiões afetadas pelo tufão Haiyan.

Recuperação e Reconstrução

O governo espera gastar US$ 8,1 bilhões, mais de R$ 18 bilhões, pelos próximos quatro anos nos trabalhos de recuperação e reconstrução do país.

Ban reiterou a promessa de apoio da ONU, mas avisou que a comunidade internacional deve ter uma participação maior nas operações.

O Secretário-Geral disse que ficou profundamente comovido na visita que fez neste sábado a Tacoblan, cidade mais atingida pela tempestade. Ele afirmou que apesar da devastação, os filipinos estão demonstrando liderança para enfrentar os desafios.

Ban explicou que as entregas de ajuda humanitária estão aumentando, mais de 4 milhões de pessoas necessitadas já receberam assistência.

Segundo ele, mais de 180 equipes médicas forneceram kits de emergência e foram montadas quase 260 clínicas móveis para atender a população.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud