Portugueses são os mais novos assinantes do Código de Ética da OMT

4 dezembro 2013

Normas passam a ser consideradas nas políticas de 17 operadores turísticos do país; mais de 200 empresas e associações adotaram o documento em todo o mundo. 

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Um grupo de 17 associações turísticas de Portugal comprometeu-se, nesta terça-feira, a aplicar os princípios do Código Global de Ética da Organização Mundial do Turismo, OMT.

Com a subscrição do conjunto de normas, no Estoril, estas devem passar a fazer parte das  políticas e das operações dos novos assinantes, que são provenientes do setor privado.

Promoção

A medida faz subir o número de empresas e de associações turísticas envolvidas na promoção e na implementação do documento para mais de 200, em 29 países.

No ato, o secretário de Estado do Turismo de Portugal, Adolfo Mesquita Nunes, manifestou sua satisfação. O responsável lembrou que o mecanismo é voluntário e que aderiram operadores privados.

Crescimento

Já o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai, disse que o ato representava o apoio e o compromisso das associações turísticas portuguesas aos princípios da sustentabilidade, tidos como fundamentais na fase atual de crescimento do setor no país.

O Código Mundial de Ética do Turismo foi adotado em 1999 pela OMT, e aprovado dois anos depois pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud