Moçambique comemora Dia das Nações Unidas com destaque para os ODMs

24 outubro 2013

Rádio ONU ouviu representante da organização no país assim como jovens e sociedade civil sobre os programas de apoio ao desenvolvimento na nação africana de língua portuguesa.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.

A coordenadora residente das Nações Unidas em Moçambique, Jennifer Topping, refere que o mundo celebra o Dia das Nações Unidas numa altura em que a comunidade internacional tem na mira dois objectivos: acelerar os esforços para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, ODM, e formular o próximo conjunto de metas depois de 2015.

Numa mensagem alusiva à data, a coordenadora da ONU em Mocambique afirma que o país pode orgulhar-se do progresso real registado em áreas críticas, nomeadamente: a educação de 2003 a 2011, o ingresso subiu de 60 % para 74%, sendo igual entre raparigas e rapazes; o acesso à energia melhorou 45% de distritos eletrificados em 2005, para 80% em 2011.

Saúde Reprodutiva

Sobre o Dia das Nações Unidas, 24 de outubro, a Rádio ONU ouviu alguns dos intervenientes sociais.

António Jorge, da Associação Coalizão da Juventude Moçambicana, considera que as Nações Unidas desempenham um papel importante.

“Na área em que nós encontramos a trabalhar que é saúde sexual e reprodutiva, o papel da organização das Nações Unidas, o papel da ONU tem sido cada vez mais determinante, nos fazemos a promoção dos direitos sexuais e reprodutivos, visto duma perspectiva particular, as Nações Unidas, através do Unfpa tem desempenhado um papel determinante para a promoção de uma população saudável na componente saúde sexual reprodutiva”.

Memória

Já Félix Tinga, ator de teatro, afirma que as atividades desempenhadas pela a agência da ONU, Unesco, são valiosas para a memória de um povo.

“A legitimidade que eles deram ou dão, por exemplo, tem a timbila, a timbila é considerada um património da humanidade, então eu como Chope, sinto isso como grande honra, então é um dos grandes valores tão importante que as Nações Unidas dão.”

Moçambique comemora o Dia da ONU, numa altura em que tem uma longa caminhada de desafios.

Dados recentes do setor da saúde indicam que a desnutrição crónica e as mortes maternas são dois dos desafios de desenvolvimento para o país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud