Somália: campanha promove consumo de peixe para combater a fome

24 outubro 2013

De acordo com a FAO, cada pessoa consome menos de 2,5 quilos de peixe por ano; produto não faz parte da dieta tradicional somali apesar de ter a costa mais vasta do continente africano.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Decorre uma campanha para incentivar o consumo de mais peixe na Somália, para ajudar no combate à fome na região do Corno de África.

A iniciativa sob o lema “O Peixe é Bom para Si” é apoiada pela Organização da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, e o Programa Mundial da Alimentação, PMA. 

Recursos Marinhos

O país com a costa mais vasta de África, com cerca de 3,3 mil quilómetros, tem uma diversidade de recursos marinhos a contrastar com uma indústria pesqueira “pouco desenvolvida e não explorada.”

Além de a situação ser atribuída a décadas de conflito e à pirataria no alto mar, o peixe não faz parte da dieta tradicional somali.

Crise de Segurança

A ilustrar o fraco consumo de frutos do mar pelos somalis, a FAO refere que cada pessoa consome  2,4 quilos de peixe, que é uma das taxas mais baixas do mundo. O país está a recuperar de uma das piores crises de segurança alimentar na sequência da seca e da fome que fizeram milhares de mortos em 2011.

FAO defende a necessidade de incentivar milhares de famílias deslocadas para começar a incluir o peixe em suas dietas.

O PMA trabalha com as comunidades costeiras e proporciona formação na preservação dos produtos da pesca. Aumentar o consumo de peixe na Somália vai reforçar os meios de subsistência de pescadores e proporcionar uma dieta mais rica em nutrientes para famílias somalis.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud