Aumenta o fluxo migratório entre China e União Europeia
BR

6 setembro 2013

Segundo OIM, cada vez mais turistas e estudantes chineses visitam a Europa, enquanto a China está se tornando um país atrativo para os europeus; organização chama a atenção para contrabando de migrantes.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O fluxo migratório entre a China e a União Europeia vem crescendo cada vez mais nos últimos anos, segundo a Organização Internacional para Migrações.

A OIM destaca o aumento no número de turistas, estudantes e empresários chineses que visitam os países do bloco. Por outro lado, a China está se tornando um país de destino cada vez mais atraente para os cidadãos da União Europeia.

Mais Cooperação

Mas apesar do fluxo migratório regular, a OIM alerta para a complexidade do tráfico humano e do contrabando de migrantes. Por isso, a organização diz ser necessário aumentar a cooperação entre autoridades chinesas e europeias.

Essas questões estão sendo debatidas em Pequim, em um seminário organizado pela OIM sobre Mobilidade e Migração entre China e União Europeia.

Cerca de 100 funcionários de governos participam do encontro, que tem a meta de aprofundar o diálogo entre as autoridades chinesas e europeias sobre questões migratórias.

Para o diretor-geral da OIM, Lacy Swing, o seminário “é um passo positivo para a cooperação entre as duas regiões.”

Enquanto a representação da União Europeia destacou a necessidade de aproximar o diálogo sobre questões migratórias, a China ressaltou, na abertura do evento, que encoraja a mobilidade global regular.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud