Equipa da ONU analisa impacto do incêndio no maior aeroporto do Quénia

14 agosto 2013

Em uma semana, operação também deve avaliar possível presença de amianto e a gestão de resíduos de desastres; Cerca de 16 mil passageiros passam diariamente pelo maior aeroporto da África Ocidental e Central.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Especialistas das Nações Unidas chegaram, esta quarta-feira, à capital queniana, Nairobi, para analisar o potencial impacto ambiental do incêndio de grandes proporções que consumiu o maior aeroporto do país.

As causas do sinistro, ocorrido há uma semana, na terminal de chegadas do Aeroporto Internacional Jomo Kenyatta ainda não são conhecidas e não foram registados ferimentos graves.

Maiores Instalações

Agências noticiosas afirmam que o fogo levou cerca de quatro horas para ser controlado, após ter destruído a sala de desembarque. Estima-se que mais de 16 mil passageiros passem diariamente pelas maiores instalações aeroportuárias da África Ocidental e Central.

O Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, refere que a pesquisa será feita a pedido do Governo do Quénia durante uma semana.

A equipa internacional deve recolher amostras e fazer análises para determinar os possíveis efeitos de resíduos do incêndio e os agentes extintores sobre o meio ambiente.

Amianto

O grupo composto por técnicos da Alemanha, Dinamarca, Gâmbia, Holanda, Reino Unido e Suíça deve apoiar às autoridades na gestão de aspetos ambientais da operação de limpeza. A possível presença de amianto e a gestão de resíduos de desastres também devem ser avaliados.

O trabalho inclui identificar os aspetos de segurança que devem ser considerados no estabelecimento de mecanismos de gestão temporária nos aeroportos. 

Planos de Contingência

As tarefas incluem produzir recomendações para gerir os impactos ambientais do incêndio, incluindo a “articulação de políticas nacionais e dos aeroportos, diretrizes e planos de contingência.”

O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, apoiou a mobilização da equipa de especialistas abalizados em matérias como gestão de desastres, avaliação ambiental, amostragem e gestão de resíduos, combate a incêndios, química e logística de aeroportos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud