Unicef: 2 mil crianças estão sendo usadas em conflito na RD Congo
BR

26 julho 2013

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, manifestou preocupação com a situação de crianças na República Democrática do Congo desde a retomada dos combates entre forças do governo e grupos armados.

Em comunicado, o Unicef informou que está recebendo relatos de crianças mortas e feridas em confrontos de rebeldes armados incluindo os grupos M23 e o ADF-Nalu com soldados congoleses, na província de Kivu Norte, no leste do país.

Recrutamento

Segundo o Unicef, cerca de 2 mil crianças estão sendo usadas por grupos armados em Kivu Norte. A representante do Fundo na RD Congo, Barbara Bentein, lembrou que o recrutamento de menores de 18 anos para grupos armados e forças armadas é crime, de acordo com leis congolesas e internacionais.

Ela disse ainda que as crianças têm que ser protegidas de todas as partes do conflito incluindo civis.

A represantante do Unicef pediu que todos os menores sejam libertados imediatamente. Desde janeiro deste ano, o Unicef e seus parceiros estão apoiando ações de desmobilização e reintegração de 1,7 mil crianças, que estavam pegando em armas, mas que deixaram as fileiras de conflitos.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud