Unaids lança iniciativa para aumentar tratamento contra HIV até 2015
BR

14 julho 2013

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas lançaram, neste fim de semana, um novo programa para aumentar o tratamento com antiretrovirais para quem tem o HIV, o vírus que causa a Aids.

O anúncio ocorreu neste sábado. O objetivo é ampliar o acesso ao coquitel para cerca de 15 milhões de pessoas nos próximos dois anos.

Novas Infecções

A iniciativa, batizada de Tratamento 2015, dá a países e organizações parceiras ideias práticas e inovativas para aumentar a sobrevida dos soropositivos e pretende ajudar a prevenir novas infecções.

O diretor-executivo do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids, Unaids, Michel Sidibé, disse que a meta, se alcançada, será uma marca fundamental. Segundo ele, os países e os parceiros do Unaids precisam de estratégias urgentemente par investir em ações de prevenção e tratamento.

Terapia

O Tratamento 2015 adota as novas diretrizes, divulgadas no mês passado, sobre o uso de antiretrovirais para tratar e prevenir o HIV. As recomendações da Organização Mundial da Saúde sugerem que a terapia para soropositivos comece mais cedo do que o normal.

Pelas novas regras, será possível aumentar o número de pessoas que tomam apenas um pílula por dia em vez de o coquetel.

Segundo o Unaids, cerca de 10 milhões de pessoas com HIV acessaram o tratamento no ano passado. Com a meta de se chegar a 15 milhões nos próximos dois anos, a agência da ONU está tentando dar um impulso para cumprir os Objetivos do Milênio.

Trabalhadores Comunitários

Cerca de 30 países que têm 90% dos pacientes de HIV ainda não recebem os antiretrovirais.

A nova estratégia do Unaids quer expandir o acesso á terapia com base nos três pilares de ampliar o número de testes de HIV, mobilizar recursos e assegurar que cada vez mais pessoas recebam os antiretrovirais.

O teste realizado em comunidades tem sido um sucesso em países como Quênia, Malauí, África do Sul, Uganda, Tanzânia e Gâmbia.

Trabalhadores comunitários conseguiram realizar quase 40% dos testes nesses países.

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud