Em meio a tensões no Egito, Ban quer mais diálogo e menos violência
BR

28 junho 2013

Secretário-Geral ressalta direito das pessoas se manifestarem de forma pacífica; segundo agências de notícias, milhares protestam pelas ruas do Cairo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.* 

O Secretário-Geral da ONU está encorajando os egípcios a continuarem comprometidos com os princípios universais do “diálogo pacífico e da não-violência”.

Em nota, Ban Ki-moon destaca que estão sendo expressadas no país do norte africano “opiniões fortes e opostas”. Ele ressalta que as pessoas têm o direito de se manifestarem de forma pacífica, e pede para todos que respeitem esse direito e cumpram a lei.

Protestos

Segundo agências de notícias, milhares de pessoas estão protestando nas ruas do Cairo, tanto partidários do governo quanto da oposição. Na quinta-feira, uma pessoa morreu e várias ficaram feridas em conflitos no norte do país.

As agências também afirmam que grandes protestos estão marcados pela oposição para este fim de semana. Os manifestantes devem pedir a renúncia do presidente Mohammed Morsi.

Segurança

O esquema de segurança no país teria sido reforçado, com tropas enviadas para a capital e outras cidades.

Ban Ki-moon reconhece a necessidade do reforço dos processos democráticos no Egito e um ambiente inclusivo, onde a população possa discutir e resolver suas diferenças.

O Secretário-Geral lembra que a comunidade internacional tem a responsabilidade de acompanhar essa transição com contribuições significativas ao interesse dos egípcios.

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud