Mais de 200 mil crianças malianas expostas ao perigo de explosivos de guerra

5 março 2013

Unicef prevê aumento do risco contra crianças com regresso de milhares de famílias deslocadas devido ao conflito; centro e norte são as áreas mais afetadas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo da ONU para a Infância, Unicef, alertou para uma ameaça crescente  de munições e de explosivos para as comunidades do centro e do norte do Mali.

Nas áreas afetadas pelo conflito nas duas regiões, cerca de 200 mil crianças estão em risco de ferimentos ou de morte devido a resíduos explosivos de guerra, defende um estudo lançado, esta terça-feira, em Nova Iorque.

Mortes

A agência destaca que, desde abril do ano passado, cinco crianças morreram devido a explosivos que restaram da guerra.

De acordo com o Unicef, as vítimas incluem sete adultos mortos e 53 feridos, incluíndo 38 menores. Prevê-se um aumento do risco contra crianças com regresso à casa de milhares de famílias deslocadas que fugiram do conflito.

Munições

Em Dezembro passado, o Unicef estima que pelo menos 100 mil crianças e adultos foram expostos aos perigos de munições não detonadas no norte do Mali.

A estimativa foi feita antes da intervenção militar com o apoio de tropas francesas que, desde Janeiro passado, envolveu ataques aéreos e operações terrestres contra insurgentes islamitas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud