ONU não poderá acatar petição para indemnizar haitianos pela cólera

21 fevereiro 2013

Secretário-Geral já informou ao presidente Michel Martelly sobre a decisão; organização reafirma apoios para combater a doença no país.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que a indemnização movida contra a organização em nome das vítimas do surto de cólera no Haiti “não pode ser acatada.”

O porta-voz do Secretário-Geral fez o anúncio, esta quinta-feira, em Nova Iorque.

Convenção

 Martin Nesirky, disse que a petição, de Novembro de 2011, não será atendida à luz da Sessão 29 da Convenção de Privilégios e Imunidades.

Agências noticiosas apontaram que um mês após a entrada do pedido, manifestantes no Haiti referiram que tropas de paz da ONU teriam levado a doença, inadvertidamente, ao país.

Compromisso

Na época, agências noticiosas informaram que capacetes azuis, estariam contaminados pelo vírus, que afetou os haitianos, mas a hipótese não pode ser comprovada após exames de laboratório.

O Secretário-Geral telefonou para o presidente haitiano, Michel Martelly, para informá-lo da decisão, refere a nota. No diálogo, Ban também reiterou o compromisso das Nações Unidas com vista à eliminação de cólera no Haiti.

Investimentos

A organização refere que desde que o início surto, em 2010, tem trabalhado com parceiros e com o povo e o Governo do Haiti. O objetivo é tratar, melhorar a água e o saneamento e reforçar a prevenção e o aviso prévio.

Em Dezembro passado, Ban lançou a Iniciativa para a Eliminação de Cólera no Haiti. O projeto visa reforçar o Plano Nacional do país, através de “investimentos significativos e o uso de uma vacina oral contra a doença.”

Sofrimento

Ao terminar a nota, o Secretário-Geral expressou “profunda solidariedade pelo sofrimento causado pela epidemia de cólera.”

Ban convidou tanto aos parceiros do Haiti como à comunidade internacional a trabalharem em conjunto para garantir melhor saúde e um futuro melhor para os haitianos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud