Situação maliana debatida em sessão de emergência do Conselho de Segurança

14 janeiro 2013

Encontro ocorre dias depois do pedido do envio de força rápida ao país da África Ocidental; agências noticiosas falam de ataque de posições rebeldes por aviões franceses.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*    

O Conselho de Segurança da ONU debate, esta segunda-feira, a situação no Mali em reunião extraordinária.

Após o golpe militar de Março do ano passado, rebeldes salafistas e extremistas avançam numa ofensiva contra as forças armadas do país da África Ocidental.

Rebeldes

A ação resultou no controlo de várias cidades por rebeldes e grupos terroristas.

Na sexta-feira, a França iniciou ataques aéreos a posições rebeldes  tendo apontado como objetivo impedir a entrada dos extremistas na capital Bamaco.

Contra-ataque

Mas de acordo com agências de notícias, num contra-ataque, nesta segunda-feira, os rebeldes teriam tomado a cidade de Diabali, localizada a 400km da capital maliana.

Na semana passada, o Conselho de Segurança emitiu uma nota a manifestar preocupação com a violência no país da África Ocidental. O documento avança o pedido de uma força rápida internacional ao país.

União Africana

As tropas, segundo o órgão da ONU, deveriam ser comandadas pela União Africana.

Estima-se que mais de 412 mil pessoas já fugiram de suas casas no norte do Mali, onde cerca de 5 milhões são afetadas pelo conflito.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud