Unesco apoia plano de roteiro cartográfico sobre rota de escravos em Portugal

31 dezembro 2012

Tráfico de escravos africanos foi abolido no século 19; projetos serão levados a cabo com o apoio da agência da ONU em 2013.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.* 

Projetos para resgatar a memória do tráfico de escravos em Portugal serão levados a cabo por um comité da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, em 2013.

O objetivo é divulgar informação sobre o comércio de seres humanos, realizado por Portugal, no passado através de um roteiro cartográfico.

Lagos

A historiadora Isabel Castro Henriques, professora de História da África na Universidade de Lisboa, defende que o primeiro “carregamento de escravos” ocorreu em 1444, na cidade portuária de Lagos, no sul de Portugal. Ali desembarcaram 155 homens, mulheres e crianças africanas.

Nesta entrevista à Rádio ONU, Isabel Castro Henriques, explicou as atividades do projeto em instituições de ensino portuguesas.

Itinerários

“Aquilo que nós temos, sobretudo, feito, é levar exposições elaboradas no âmbito do comité, uma delas sobre os itinerários da memória da escravatura e do comércio negreiro dos países africanos de língua portuguesa, e esta exposição vai às escolas. Nas escolas, há sempre depois apresentação da exposição e um debate com os estudantes com os alunos. É uma tema que interesse, é um tema duro, depois os miúdos (alunos) fazem desenhos, fazem redações.

O Comité Português do Projeto Unesco Rota de Escravos iniciou os seus trabalhos em 1994. Mas, de acordo com Isabel Castro Henriques, ainda há muita desinformação sobre este período da História do país.

Famílias

“Há necessariamente uma mistura. E estes homens e estas mulheres, quando chegamos ao século 21, muitos deles estão nas nossas famílias. As pessoas esquecem-se que todos nós provavelmente temos familiares, que duma forma ou de outra vieram destes antigos escravos.”

O tráfico de escravos africanos foi abolido no século 19. Na maior colónia portuguesa, o Brasil, onde foram enviados milhares de escravos, o fim da escravatura ocorreu em 1888.

*Com reportagem de João Rosário, em Lisboa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud