Brahimi aborda passos para sair da crise síria com Bashar al-Assad

24 dezembro 2012

Enviado especial da ONU e da Liga Árabe à Síria desmente alegada ameaça de renúncia caso o encontro não ocorresse; Lakhdar Brahimi realça que situação é preocupante.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O enviado especial da ONU e da Liga Árabe à Síria, Lakhdar Brahimi, disse ter trocado pontos de vista sobre medidas a serem tomadas para solucionar a crise num encontro com o presidente, Bashar al-Assad.

Em declarações a jornalistas, esta segunda-feira, em Damasco, após a reunião, Brahimi disse que também informou sobre os encontros mantidos com líderes de países dentro e fora da região.

Rumores

Brahimi disse ter proposto uma série de passos a serem tomados para ajudar o povo sírio a encontrar uma forma de sair da crise.

Na nota, o enviado desmentiu rumores que tentou demitir-se devido à relutância de o presidente sírio o receber durante visitas anteriores.

Brahimi negou rumores sobre alegada intervenção russa para convencer o presidente a manter o encontro condicionado à sua  renúncia do cargo.

Situação Preocupante

Lakhdar Brahimi reiterou o facto de a situação ser preocupante, tendo manifestado esperanças de que as partes adotem uma solução que vá ao encontro das aspirações do povo sírio.

Na semana passada, a ONU anunciou a realização de uma conferência internacional de doadores para garantir a ajuda humanitária aos civis, em 2013.

As últimas estimativas apontam para pelo menos 25 mil mortos, a maioria civis, após o início da violência a seguir aos protestos contra o governo do presidente Bashar Al-Assad, iniciados em março do ano passado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud