ONU lança campanha contra discriminação da Aids no ambiente de trabalho
BR

30 novembro 2012

Segundo OIT, mais de 30 milhões de pessoas com HIV que trabalham enfrentam altos níveis de discriminação; objetivo da iniciativa é erradicar o preconceito.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 As Nações Unidas lançaram uma campanha para promover os direitos das pessoas com o HIV e combater a discriminação que elas enfrentam no ambiente de trabalho.

A Organização Internacional do Trabalho, OIT, afirma que mais de 30 milhões de pessoas o vírus que causa a Aids, que estão trabalhando, enfrentam altos níveis de preconceito. Com isso, o acesso delas aos empregos fica limitado. Já os jovens em idade para trabalhar formam 40% das novas infecções globais por HIV.

Empregos Seguros

A campanha “Chegando a Zero no Trabalho” é lançada à vésperas do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, marcado no sábado. A iniciativa é apoiada por várias agências da ONU, incluindo a OIT, o Unaids e a Organização Mundial da Saúde, OMS.

A proposta é promover os direitos humanos, empregos seguros e maior acesso à prevenção do HIV, tratamento, cuidados e apoio no ambiente de trabalho.

A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, destacou que se os países querem alcançar acesso universal aos serviços de HIV, um dos primeiros passos é garantir que todos os trabalhadores da área da saúde tenham tratamento acessível e eficaz.

Segundo a OMS, 1,7 milhão de pessoas morreram no ano passado por conta da Aids e foram registradas 2,5 milhões de novas infecções.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud