Gbagbo declarado apto para responder processo no TPI

2 novembro 2012

Juízes prometem anunciar em breve a data para a confirmação das acusações contra o antigo líder marfinense, mas falam da necessidade de fazer ajustes.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Tribunal Penal Internacional, TPI, declarou o antigo presidente da Cote d’Ivoire, Laurent Gbagbo, apto para responder ao processo na instituição.

Em comunicado, emitido nesta sexta-feira, os juízes prometem anunciar em breve a data para a confirmação das acusações contra o antigo líder do país, também conhecido como Costa do Marfim.

Violência

Gbagbo é suspeito de cometer crimes “contra a humanidade” no âmbito da violência pós-eleitoral ocorrida no seu país entre meados de Dezembro de 2010 e Abril de 2011. Ele nega todas as acusações.

Após ter sido entregue ao TPI, em finais de Novembro do ano passado, o antigo chefe de Estado fez a primeira aparição diante dos juízes cinco dias depois. A sua participação na audiência prevista para Agosto deste ano foi, entretanto,  adiada a pedido da defesa alegando razões de saúde.

Confirmação

Os magistrados indicam haver necessidade de fazer ajustes para capacitar Gbagbo de participar na sessão de confirmação das acusações.

As medidas incluem a realização de sessões judiciais mais curtas, instalações adequadas para o seu descanso, durante os intervalos, e  a possibilidade de o suspeito seguir as sessões através de um link de vídeo, caso deseje.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud