OIM abre centro de assistência na fronteira entre Zimbábue e Moçambique
BR

12 outubro 2012

Local, agora reformado, tem escritório de imigração, enfermaria, área de entretenimento e tendas para abrigo temporário; centenas de migrantes cruzam a fronteira em busca de asilo político ou trabalho na África do Sul.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Internacional para Migrações, OIM e o Governo do Zimbábue inauguraram nesta sexta-feira o Centro de Recepção Temporária de Nyamapanda, na fronteira com Moçambique.

O local, a 300 kms da capital zimbabueana, Harare, foi reformado e agora tem escritório de operações e imigrações, enfermaria, área de entretenimento, poço de água e tendas para abrigo temporário.

O centro também vai fornecer apoio de saúde e psico-social e refeições.

Mulheres e Crianças

Segundo a OIM, centenas de migrantes cruzam a fronteira de Moçambique com o Zimbábue em busca de trabalho ou asilo político na África do Sul.

A agência destaca que mulheres e menores desacompanhados formam a maioria dos migrantes atendidos no centro.

Eles fogem de conflito, pobreza e abusos dos direitos humanos, e são de países como Etiópia, Somália, RD Congo e Burundi. Já passaram pelo centro 8 mil migrantes, desde o início do seu funcionamento, em agosto do ano passado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud