ONU renova mandato da Comissão de Inquérito sobre a Síria
BR

28 setembro 2012

Votação foi aprovada no Conselho de Direitos Humanos nesta sexta-feira; órgão faz apelo para maior financiamento internacional.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Com 41 votos a favor, o Conselho de Direitos Humanos da ONU renovou, nesta sexta-feira, o mandato da Comissão de Inquérito sobre a Síria. China,Cuba e Rússia foram contra a medida. A votação teve ainda três abstenções: Índia, Filipinas e Uganda. O mandato deve se estender por mais seis meses.

O Conselho pediu um fim a todas as formas de violência na Síria e que sejam tomadas medidas especiais para proteger mulheres e crianças dos confrontos. Fontes não-governamentais dizem que mais de 25 mil pessoas já morreram nos combates entre tropas do governo e opositores do presidente Bashar al-Assad.

Refugiados

Na reunião, em Genebra, foi feito mais um apelo para a comunidade internacional. Desta vez, por apoio financeiro urgente, para que países vizinhos à Síria possam ajudar os refugiados.

O Líbano já recebeu milhares de sírios, desde o início do conflito, em março do ano passado. Do Vale do Bekaa, no norte do país, o comerciante Armando Abdouni falou à Rádio ONU que a situação dos refugiados é precária.

“Algumas pessoas juntam ajuda para eles (sírios) e dão mantimentos, roupas, dinheiro. A situação está cada vez pior. Eles têm receio de demorar muito (o conflito). O mundo tem que tomar uma decisão de por fim a isso, porque não pode continuar por muito mais tempo. A situação em Damasco está agravando muito e a nossa região é próxima à Damasco. Está ficando cada vez mais difícil.”

Massacres

O Conselho de Direitos Humanos também pediu à Comissão de Inquérito sobre a Síria que “investigue todos os massacres, cada vez mais recorrentes” no país.

O órgão citou ainda o massacre de Houla, ocorrido em maio. Segundo a Comissão de Inquérito, os autores foram forças do governo e membros da milícia Shabiha. O Conselho pediu a responsabilização dos autores.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud