Filipinas repatriam empregadas domésticas vítimas do fogo cruzado na Síria
BR

11 setembro 2012

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Um grupo de empregadas domésticas das Filipinas retornou à casa, nesta terça-feira, para fugir do conflito na Síria. A maioria das mulheres aterrissou no Aeroporto de Manila após um voo fretado.

O transporte das empregadas, com a Linha Aérea da Jordânia, foi feito com a ajuda da Organização Internacional para Migrações, OIM.

Embarcações

A agência está ajudando a Embaixada das Filipinas em Damasco para evacuar as domésticas.

A saída das empregadas da zona de combates foi possível também depois de o Governo Sírio concordar em isentar o grupo das taxas de embarcações e de multas contratuais.

Desde o início dos confrontos na Síria, em março de 2011, mais de 2,1 mil empregadas filipinas deixaram o país árabe para escapar da violência.

Segundo o Departamento das Relações Exteriores das Filipinas, cerca de 5 mil domésticas ainda estão na Síria, deste total mil já pediram ajuda para voltar às Filipinas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud