China deve levar a sério responsabilidade social em África, alerta Unctad

24 agosto 2012

Agência pede esforços para a diversificação de investimentos no continente e que parcerias avancem baseadas em compromissos ambientais, sociais e de governanção.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A China deve evitar os erros cometidos por multinacionais ocidentais em África e levar a sério a sua responsabilidade social corporativa, recomenda a Conferência da ONU sobre o Desenvolvimento e Comércio, Unctad.

As declarações foram feitas pelo secretário-geral da agência, Supachai Panitchpakdi, dirigindo-se a líderes empresariais chineses em Hong Kong. A região acolheu, até esta quinta-feira, a cimeira anual de investimentos chineses no estrangeiro.

Diversificação

A Unctad pediu um esforço para a diversificação de investimentos no continente para que além dos recursos naturais e da indústria de construção, possa abranger setores como automóveis, informática, eletrónica e energia solar.

Em Julho, o presidente chinês, Hu Jintao, prometeu conceder empréstimos na ordem de  US$ 20 mil milhões para África, durante a Cimeira China-África. Os financiamentos devem ser canalizados para os setores de infraestrutura, agricultura, indústria e pequenas e médias empresas.

Armadilhas

Supachai alertou para o que chamou “armadilhas associadas à extensão das cadeias de valor globais” para o continente por parte de multinacionais chinesas. No pronunciamento é realçada a necessidade de um investimento nas pessoas para garantir uma sustentabilidade a longo prazo.

As empresas chinesas foram aconselhadas a certificar-se de que todas as partes interessadas são conscientes dos seus compromissos sobre questões ambientais, sociais e de governanção.

O encontro reuniu 1,2 mil governantes, investidores, gerentes seniores e especialistas de mais de 40 países e regiões incluindo as 500 maiores empresas privadas do mundo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud