Argelino substitui Kofi Annan e se torna representante especial na Síria

17 agosto 2012

Ex-diplomata Lakhdar Brahimi, de 78 anos, exercia as funções de assessor especial do Secretário-Geral desde Janeiro de 2004; vasta experiência inclui trabalho no Afeganistão, no Haiti e na África do Sul. 

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O diplomata argelino Lakhdar Brahimi é o novo representante especial da ONU e da Liga Árabe na Síria. A medida foi anunciada por Ban Ki-moon, após consultas com o secretário-geral da Liga Árabe Nabil ElAraby.

A nota, publicada esta sexta-feira, destaca a necessidade do fim da violência e do sofrimento na Síria, e agradece à vontade de Brahimi em usar o seu talento e experiência para a “tarefa crucial”.

Experiência

Ele vai substituir o ex-líder da ONU, Kofi Annan, embora tenha recebido o posto de representante especial e não de enviado, como no caso de Annan. O fim do mandato do ex-secretário-geral tem efeitos a partir do final deste mês.

Antes da nova nomeação, Brahimi, de 78 anos, exercia as funções de assessor especial do Secretário-Geral desde Janeiro de 2004. A sua área de especialidade eram questões relativas à prevenção e resolução de conflitos.

Diplomacia

Além de representar o Secretário-Geral no Afeganistão, o diplomata ocupou funções similares em países como Haiti, África do Sul, República Democrática do Congo, Iémen, Libéria, Nigéria e Sudão.

Ban Ki-moon ressalta que a diplomacia é assumida como prioritária para para resolver pacificamente o conflito sírio.

Organizações internacionais estimam que 17 mil pessoas morreram desde o início dos  confrontos entre opositores e apoiantes do presidente Bashar al-Assad, em Março de 2011.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud