Michelle Bachelet quer mais mulheres concorrendo a cargos eletivos
BR

16 agosto 2012

Diretora-executiva da ONU Mulheres e ex-presidente do Chile disse à Rádio ONU que entidade continuará investindo no tema para que a presença feminina aumente em Parlamentos pelo mundo. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU Mulheres, entidade das Nações Unidas para promover mais autonomia feminina, está advogando uma maior presença de mulheres na política.

Nesta entrevista exclusiva à Rádio ONU, a diretora-executiva da ONU Mulheres, Michelle Bachelet, disse que apesar de uma hesitação feminina na política profissional, muitas mulheres querem apoio para concorrer em eleições.

Partidos

“Nós temos duas situações. Uma é que as mulheres hesitam ir à politica. Mas outras querem ir à política, e tem muitas dificuldades para chegar. Nós queremos na ONU Mulher, trabalhar com as mulheres e com os partidos políticos, para assegurar que as mulheres tenham mais possibilidades. Nós necessitamos mulheres na política, necessitamos a perspectiva, as ideias, a experiência, mas também a diferente forma de fazer a política que eu penso que é muito importante na política.”

Michelle Bachelet foi presidente do Chile de 2006 a 2010. Ela assumiu a ONU Mulheres em setembro de 2010. Segundo ela, a organização vai continuar investindo em projetos que promovam a participação feminina em eleições e o aumento de mulheres em Parlamentos.

O Brasil, por exemplo, só tem 8% do Congresso formado por mulheres. Apesar de o país ter eleito sua primeira presidente em 2010.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud