Cai volume de ajuda internacional à população do Haiti
BR

26 julho 2012

Alerta foi feito pelo Escritório de Coordenação de Assistência Humanitária, Ocha; agência decidiu reduzir quantia solicitada, em 2012, após o que chamou de “resposta decepcionante” dos doadores, este ano.

[caption id="attachment_209968" align="alignleft" width="350" caption="Mais de 390 mil ainda vivem em acampamentos"]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O coordenador de assistência humanitária das Nações Unidas no Haiti, Nigel Fischer, informou que a maioria dos doadores internacionais não está atendendo ao apelo feito para a ilha caribenha, este ano.

Segundo Fischer, dos US$ 231 milhões pedidos, uma quantia equivalente a mais de R$ 460 milhões, foram recebidos até agora somente 20%.

Quantia

O coordenador disse que o Escritório de Assistência Humanitária, Ocha, decidiu rever a quantia para ajuda internacional ao país em 2012, após a fraca resposta dos doadores.

Fischer falou a jornalistas numa entrevista, nesta terça-feira, em Porto Príncipe, capital do país. Ele afirmou que o dinheiro em caixa para as necessidades de ajuda humanitária é insuficiente.

Com a revisão, o apelo passou a ser de US$ 128 milhões, pouco mais da metade do pedido original. Os haitianos ainda estão tentando se recuperar do terremoto de 2010 no país. Mas 390 mil pessoas ainda estão vivendo em acampamentos.

Cólera

O Ocha informou que há três setores que precisam de apoio urgente no Haiti incluindo a saúde pública devido aos casos de cólera. Apesar de uma queda no número de novas infecções, até julho deste ano, cerca de 50 mil casos haviam sido notificados.

Um outro problema é a estação de furacões que ocorre no Haiti até o fim de novembro.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud