Populares barram acesso de monitores da ONU na Síria

12 junho 2012

Grupo de veículos foi alvo de disparos na cidade Al-Haffeh; Segundo a Unmis observadores retornaram em segurança às suas bases.

[caption id="attachment_216093" align="alignleft" width="351" caption="Observadores monitorizam a cessação da violência "]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Uma multidão em fúria barrou esta terça-feira o acesso de observadores da ONU à cidade síria de Al-Haffeh, anunciou a Missão de Supervisão da organização no país, Unsmis.

Um comunicado refere os veículos foram cercados e alvejados no momento do seu regresso ao ponto de origem.

Barras

De acordo com a missão, a multidão era aparentemente composta por moradores da área, que arremessaram pedras e barras de metal contra os veículos da ONU.

Os observadores monitorizam a cessação da violência e acompanham a implementação do plano de paz de seis pontos apresentado pelo enviado das Nações Unidas e da Liga Árabe à Síria, Kofi Annan.

Segurança

A Unsmis diz que a origem dos tiros ainda não está clara e que os observadores retornaram em segurança às suas bases.

Os funcionários da  Unsmis tentam ter acesso a al-Haffeh desde 7 de Junho, tendo sido impedidos pela violência. Da cidade, que está sitiada, há relatos  de intensos combates.

Confrontos

Na segunda-feira, observadores relataram pesados confrontos ocorridos em Rastan e Talbiseh, ao norte da cidade de Homs. Foi igualmente referido o uso de artilharia e de morteiros além de disparos de helicópteros, metralhadoras e armas ligeiras.

Estimativas da ONU apontam para a ocorrência de mais de 10 mil mortes, na maioria civis, além de dezenas de milhares de deslocados desde o início dos protestos contra o presidente Bashar al-Assad em Março do ano passado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud