Facilitar vistos pode ajudar economias do G-20, diz OMT
BR

21 maio 2012

Segundo Organização Mundial do Turismo, os países do grupo poderiam criar 5 milhões de empregos até 2015 ao melhorar o processo de obtenção do documento.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Facilitar a obtenção de vistos é “central para estimular o crescimento econômico e a criação de empregos” nos países do G-20. A afirmação é da Organização Mundial do Turismo.

Segundo a OMT, as economias do grupo poderiam gerar US$ 206 bilhões, ou mais de R$ 400 bilhões, em lucros extras com exportações do turismo se o processo para conseguir um visto fosse melhorado.

Impedimentos

Os dados estão em um estudo preliminar da OMT, apresentado na reunião dos ministros do Turismo do G-20, ocorrida no México.

De acordo com o levantamento, dos 656 milhões de turistas internacionais que visitarem os países grupo em 2011, 110 milhões precisaram de visto. A OMT ressalta outros millhões foram impedidos de viajar por conta do custo, demora e dificuldade em obter um visto.

A Organização Mundial do Turismo defende que se o processo para ter o documento fosse mais fácil, 5 milhões de empregos poderiam ser criados até 2015.

Acordos

Entre as sugestões da OMT, estão melhora no envio de informações; tratamento diferenciado para um melhor acesso a viagens à turismo; instituir programas de eVisa; e estabelecer acordos regionais para facilitação de vistos.

Na visão da agência, implementar essas mudanças pode produzir retornos em visitas, receitas de turismo e empregos nas 19 maiores economias do mundo, mais a União Europeia.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud